Governo São-tomense e o BEI Assinam Acordo de Investimento de 13 Milhões de Dólares

O Ministro das Finanças, Comércio e Economia Azul, Américo Ramos, da República Democrática de São Tomé e Príncipe, anunciou oficialmente o Projecto de Recuperação do Sector Energético, que visa reformar o sector de energia no país.

O projecto inclui a reabilitação e expansão do empreendimento Hidroeléctrico de Contador e o fortalecimento da Empresa Nacional de Água e Electricidade de São Tomé e Príncipe, EMAE.

O ministro indicou que "esta ocasião marca a parceria do Banco Mundial e do Banco Europeu de Investimento com o Governo de São Tomé e Príncipe, para ajudar na recuperação do sector energético, aumentar a produção de electricidade com recursos renováveis e melhorar a confiabilidade do fornecimento de electricidade, com uma visão compartilhada de fornecimento de energia sustentável para todos, respeitador do meio ambiente ".

O Banco Mundial contribui com US $ 16 milhões de doação e o Banco Europeu de Investimento US $ 13 milhões em financiamento concepcional, para um pacote de financiamento total de US $ 29 milhões, abrangendo um extenso programa de cinco anos no sector.

Este projecto apoiará a reabilitação da Central Hidroeléctrica de Contador, juntamente com a respectiva rede de transmissão e instalações de distribuição, como primeiro passo no sentido de utilizar mais energia hidroeléctrica e melhorar a qualidade de vida de cerca de 90.000 beneficiários.

O projecto também implementará reformas no sector de energia, particularmente dentro da Empresa de Água e Electricidade, EMAE, e seu regulador, AGER.

O Banco Mundial está a prestar apoio ao Governo na preparação de um plano de desenvolvimento energético de custo mínimo como plano director a longo prazo para o Ministério das Infra-estruturas e dos Recursos Naturais, que definirá um roteiro para o investimento em capacidade de produção adicional, Desafios de uma demanda crescente em uma economia vibrante.

O projecto também beneficiará dos resultados de um inquérito energético nacional inovador para compreender o uso de energia dos consumidores e suas preocupações para melhor atender os interesses dos beneficiários.

O representante do Banco Europeu de Investimento, enquanto co-financiador, Chefe de Divisão de África Subsariana, declarou: "O BEI tem um interesse contínuo em apoiar São Tomé e Príncipe e os esforços para melhorar a rede de transporte e distribuição para facilitar o acesso à energia e reduzir as perdas no sistema. " O projecto será implementado pela Agência Fiduciária de Administração de Projectos do Ministério das Finanças, Comércio e Economia Azul, com uma equipa que assegurará que esses recursos sejam utilizados de forma transparente para o benefício de todos no país.

Last modified on segunda, 05 março 2018 16:37

Login